quinta-feira, 15 de julho de 2010

Obras de Tarsila segundo o Maternal



A Lua - Este quadro era o preferido de Oswald de Andrade, seu marido quando pintou a tela. Ele conservou o quadro até sua morte (mesmo já separado de Tarsila).






SOL POENTE

FASE SOCIAL

Operários - Tarcila pintou pessoas tristes, sofridas, pois trabalhavam muito e pouco tinham o que comer.

O maternal resolveu mostrar como todos dereriam ser ....
                         Alegres e felizes! 



Abaporu - Este é o quadro mais importante já produzido no Brasil. Tarsila quando viu a tela, assustou-se, ficou olhando aquela figura estranha e achou que ela representava algo de excepcional. Tarsila lembrou-se então de seu dicionário tupi-guarani e batizaram o quadro como Abaporu (o homem que come). Foi aí que Oswald escreveu o Manifesto Antropófago e criaram o Movimento Antropofágico, com a intenção de "deglutir" a cultura européia e transformá-la em algo bem brasileiro. O "Abaporu" foi a tela mais cara vendida até hoje no Brasil.

 O maternal utilizou diversas técnicas para comfeccionar a obra Abaporu, fazaendo com que a caracteristica de pés e mãos grandes permanecesse viva na pintura. Assim carimbamos os pés e as mãos os alunos com tinta guache.

domingo, 11 de julho de 2010



 


O Ovo ou Urutu - Nesta tela temos símbolos muito importantes da Antropofagia. A cobra grande é um bicho que assusta e tem um poder de "deglutição". A partir daí, o ovo é uma gênese, o nascimento de algo novo e esta era a proposta da Antropofagia.

Quando apreciavamos essa tela houve um debate pois alguns achavam que era uma minhoca, outros insistiam que era uma cobra. Mais todos concondaram que tinha um ovo.







 
 

MÃOS A OBRA !

Maternal pintando obras de Tarsila

Tarsila do Amaral

BIOGRAFIA


Tarsila do Amaral nasceu em 1º de setembro de 1886 na Fazenda São Bernardo, município de Capivari, interior do Estado de São Paulo.
Estuda em São Paulo e completa seus estudos em Barcelona, na Espanha, onde pinta seu primeiro quadro, “Sagrado Coração de Jesus”, aos 16 anos. Casa-se em 1906 com André Teixeira Pinto com quem teve sua única filha, Dulce. Separa-se dele e começa a estudar escultura . Posteriormente estuda desenho e pintura .
 Em 1922 tem uma tela sua admitida no Salão Oficial dos Artistas Franceses.  Nessa época começa seu namoro com o escritor Oswald de Andrade.
Volta à Europa em 1923 e tem contato com os modernistas que lá se encontravam: intelectuais, pintores, músicos e poetas.  Inicia sua pintura “pau-brasil” dotada de cores e temas acentuadamente brasileiros. Em 1926 expõe em Paris, obtendo grande sucesso. Casa-se no mesmo com Oswald de Andrade. Em 1928 pinta o “Abaporu” .
Em 1933 pinta o quadro “Operários” e dá início à pintura social no Brasil. No ano seguinte participa do I Salão Paulista de Belas Artes.  De 1936 à 1952, trabalha como colunista nos Diários Associados.
Nos anos 50 volta ao tema “pau brasil”. Participa em 1951 da I Bienal de São Paulo. Em 1963 tem sala especial na VII Bienal de São Paulo e no ano seguinte participação especial na XXXII Bienal de Veneza. Faleceu em São Paulo no dia 17 de janeiro de 1973.

Disponível em:  www.tarsiladoamaral.com.br

Projeto Mestre das Artes

Cada  turma tabalhou um pintor,  exploraram a biografia, apreciaram as obras e confeccionaram novas pinturas com muito entusiamos.

VOLTEI !

TIVE QUE ME AUSENTAR DO MUDO VIRTUAL PARA RESOLVER UMAS COISAS, MAS JÁ ESTOU DE VOLTA.
EM BREVE POSTAREI NOVIDADES E ESTAREI ATENDENDO A TODAS AS SOLICITAÇÕES...

♥♥  BEIJINHOS  ♥♥

BRUNA VALERIANO