terça-feira, 18 de janeiro de 2011

CRIANDO NOVA VERSÃO DE HISTÓRIA


Chapeuzinho Vermelho
(a versão do Lobo)

Era uma vez um lobo muito gentil que adorava passear pelo bosque, onde ele tinha muitos amiguinhos.                                                                                              
O senhor lobo não podia ver doces que não conseguia se controlar e avançava rapidamente em cima dos doces.
Em uma aldeia ali perto morava uma menininha muito bonitinha, conhecida como a menina do chapeuzinho vermelho, junto com sua mãe. O que ninguém poderia imaginar é que essa menininha de rostinho angelical fizesse parte de uma família de caçadores que pegavam os pobres animaizinhos tiravam suas peles para fazer casacos.
Em um belo dia ensolarado a mãe de chapeuzinho fez seus deliciosos doces para que a menina pudesse usar como isca atraindo os animais do bosque para levá-los para a casa de sua vovozinha, onde ficava uma fábrica clandestina de casacos de pele.
Assim que os docinhos ficaram prontos, chapeuzinho saiu em busca de suas caças. Atraídos pelo cheiro dos doces, os animaizinhos foram sendo capturados pouco a pouco.
O lobo que passava ali por perto começou a sentir falta de alguns de seus amiguinhos.
Quando de repente sentiu um cheiro delicioso, não se controlando o lobo correu em direção a chapeuzinho querendo os doces da cesta.
- Por favor, linda menina, não consigo me controlar preciso de um doce! 
            Muito esperta, chapeuzinho logo pensa:
             “Hum, esse lobo é grande e tem um pêlo muito bonito, daria um maravilhoso casaco de pele e minha vovozinha ficaria orgulhosa de mim”... Não posso carregá-lo em minha cesta, vou atraí-lo para a casa da minha vovozinha. ’’
            - Ei menininha! Você vai me dar um doce ou não?!
 -Sinto muito senhor lobo, não posso lhe dar esses doces, mas para o lugar aonde vou tem muito, mas do que eu poderei lhe dar.
-Aonde?
-Na casa de minha vovozinha, que fica em uma aldeia depois do bosque.
-Muito obrigado linda menina!
Rapidamente o lobo pegou um atalho pelo bosque para chegar mais rápido na casa da vovó, pois ele não agüentava a vontade de comer os doces. Pelo caminho o lobo voltou a sentir falta de seus amiguinhos.
Chegando a casa de vovozinha, o lobo não se contendo olhou pela janela para ter certeza de que ali havia doces maravilhosos.
Levou um susto ao ver seus amiguinhos enjaulados e ficou mais assustado ainda quando viu uma senhora que vestia um casaco de pele de lobo. Logo percebeu que havia caído em uma armadilha e que na verdade não havia doces nenhum e sim uma fábrica clandestina de casacos de pele de animais.
De repente ele viu a vovozinha maltratando os animais e mais que depressa pensou:
-“Preciso salvar meus amiguinhos...”
-Já sei! Vou fingir ser a chapeuzinho para poder entrar e salva – los.
Então o lobo bate na porta:
TOC, TOC ,TOC....
-Quem este ai? Disse a vovozinha.
-É a sua metinha chapeuzinho vermelho. Disse o lobo imitando a voz da menina.
-Pode entrar minha metinha, a porta esta aberta.
            O lobo abriu a porta e entrou, atirou doce cima da vovó, começando assim um duelo entre os dois. Era chute pra lá, tapa pra cá e finalmente o lobo conseguiu prender a vovozinha em uma das jaulas e amordaça – lá.
            Na hora em que ele ia libertar os animaizinhos, escutou chapeuzinho bater na porta:
 TOC, TOC, TOC....
Sem pensar duas vezes o lobo se vestiu com a roupa da vovó e sentou na cadeira que estava perto para enganar a chapeuzinho, e disse;
-Pode entrar minha netinha a porta esta aberta.
Ao entrar chapeuzinho vermelho se dirige a vovó para mostrar os animais que consegui capturar. Chegando mais perto chapeuzinho estranha aparência da vovó, e pergunta:
-Vovozinha o que a senhora tem que esta tão diferente?
-Oh! Minha netinha, é que estou com uma baita alergia.
-Como suas orelhas estão grandes vovó!
-É! Mais assim consigo te ouvir melhor, minha netinha.
-E os seus olhos como estão grandes, vovó!
- Assim consigo te enxergar melhor, minha netinha.
-E os seus dentes como estão grandes vovó, é dentadura nova?
-Oh! É sim minha netinha. São pra comer esses doces que estão na sua cesta!
E dizendo isso atirou – se para cima da cesta. Ao fazer isso o chapéu do lobo caiu, e chapeuzinho ao ver que era um lobo partiu pra cima dele. Começou assim um outro duelo, tapa pra cá, chute pra lá, quando de repente o lobo agarrou a chapeuzinho e a prendeu na jaula junto com sua vó.
-O lobo correu para comer os doces da cesta, mas tomou um susto ao ver que havia mais animais ali dentro.
De repente chega o caçador em busca de sua encomenda de peles. Batendo na porta.
 TOC, TOC, TOC...
E disse:
-Vovó !Sou eu o caçador, vim buscar a encomenda de peles que fiz na semana passada. Muito esperto o lobo responde:
-Hum, só um minuto que já vou entregá-las.
Assim o lobo libertou os animais e abriu a porta da casa para o caçador que foi atacado por todos os animais que estavam ali.
E daquele dia em diante o castigo imposto por todos os animais do bosque foi que toda a família de caçadores, principalmente a da chapeuzinho vermelho fossem  plantar novas árvores e cuidar do bosque.

CHAPEUZINHO VERMELHO
LOBOS MAL
CHAPUZINHOS VERMELHO




CAÇADOR


VOVÓZINHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário